Low carb, dieta ou estilo de vida ?

Dieta ou estilo de vida

Entender que Low Carb não é uma dieta é importante para colocar essa alimentação em prática da forma correta. Irei explicar um pouco mais sobre Low Carb, como um estilo de alimentação para a vida. Dê uma olhada e veja se você se identifica.

Um erro muito comum de quem não pratica ou até mesmo já pratica a Low carb é achar que se trata de uma dieta da moda, cujo único intuito é o emagrecimento.
Embora a alimentação Low Carb possa, sim, auxiliar o controle de peso duradouro e sustentável, é uma estratégia alimentar que pode oferecer resultados positivos em diversos aspectos em saúde ao longo da vida.
Esclarecer isso é o primeiro passo para poder incorporar a alimentação Low Carb em sua rotina, pois ela não é algo para fazer durante alguns dias, apenas para perder uns quilinhos.

Veja também:7 Motivos que dificultam o emagrecimento na dieta Low Carb

E é por isso que Low Carb não deve ser um conceito de restrição! Ninguém consegue seguir uma alimentação muito restrita para a vida, daí muitos erram, por isso a Low Carb é um estilo flexível.

Carboidratos

Infelizmente a quantia de carboidratos em consumo hoje é de alto nível, grande maioria dos alimentos hoje são recheados com carboidratos, pense comigo: biscoitos, grãos, macarrão, sucos, barrinhas, tapioca, geleia, pão, granola, mel, dentre outros. Estamos o dia todo diante desse grupo alimentar.
Esses carboidratos acabam virando açúcar em nosso sangue, que por sua vez estimula a produção do hormônio insulina, sendo assim bloqueia a queima de gordura pelo corpo.

Veja também:5 erros frequentes ao iniciar uma dieta low carb e como iniciar da maneira certa

Embora algumas pessoas possam se dar bem com quantidades maiores de carboidratos, outras, infelizmente, não têm resultados com um consumo tão grande e frequente, e acabam engordando algumas desenvolvem doenças metabólicas e perdem saúde e energia.

Estilo de vida

Estilo de vida

Sim, Low Carb pode até estar na moda, mas não é um conceito novo ou baseado em achismo. Tem muita ciência por trás! É um estilo alimentar possível de seguir para a vida, pois permite muita liberdade, não conta calorias, incentivo é que você coma comida de verdade, até se sentir saciado, sem a necessidade de comer num espaçamento de horários pré determinado, respeitando sua fome, faz muito mais sentido do que comer de 3 em 3 horas mesmo sem sentir fome, não acha?

Veja também:Como treinar a base de uma dieta Low Carb?

Claro que a ideia é que você tenha mais saciedade com um consumo maior de gorduras boas e sem os picos hormonais causados pelo excesso de carboidratos, com isso, aprende a ouvir e respeitar os seus sinais de fome e saciedade, algo fundamental e que muitos já não sabem fazer.

Não há sofrimento, e sim muito prazer em seguir uma alimentação que me permite jantar fora, viajar, comer com prazer e mesmo assim obter resultados positivos.

Gostou? Comente e compartilha! Siga nosso blog e nossas redes sociais para se manter informado.

7 Motivos que dificultam o emagrecimento na dieta Low Carb

Se você enfrenta esse tipo de problema, então não perca esse artigo e tire as dúvidas.

Não consegue emagrecer mesmo cortando os carboidratos e entrando na dieta low carb? Veja agora quais são os possíveis motivos:

Estresse

Comer de forma saudável e praticar exercícios não é tudo.
Visite o médico para ter certeza que o seu organismo está funcionando de forma ideal; inclusive a saúde hormonal.
Estar estressado o tempo todo mantém o corpo em um estado constante de “luta ou fuga” – com níveis elevados de hormônios do estresse, como o cortisol.
O cortisol pode aumentar a sua fome e o desejo por comidas pouco saudáveis, ele ainda impede que o corpo queime gordura.
Se você quer reduzir o estresse, tente praticar meditação e exercícios de respiração profunda. Faça atividades que possam ajudar no relaxamento. 

Consumo excessivo de Nozes

Nozes são alimentos de verdade. Elas também são ricas em gordura as amêndoas, por exemplo, têm cerca de 70% de calorias como gordura.
No entanto, é fácil você exagerar nas porções. O consumo excessivo pode aumentar as calorias ingeridas.

Consumo de Lactose

Outro alimento que pode causar problemas para algumas pessoas são os laticínios.
A composição de aminoácidos na proteína láctea pode elevar os níveis de insulina no sangue. As proteínas lácteas podem aumentar a insulina tanto quanto o pão branco.
Mesmo que você tolere bem os produtos lácteos, comê-los com frequência pode prejudicar a sua saúde e emagrecimento.
Neste caso, evite o leite, queijo e iogurte. Dê preferência aos alimentos derivados do kefir e de leite vegetal.
Os alimentos derivados do kefir, como queijo, iogurte e cream cheese, por exemplo; são extremamente saudáveis, ajudam no emagrecimento e podem ser consumidos por quem é intolerante à lactose.

 

Falta de Exercícios

O exercício é fundamental para a saúde física e mental.
Exercícios a longo prazo e de forma regular; ajudam a perder peso, melhoram a saúde metabólica, aumentam a massa muscular, resistência física e disposição, mas é importante fazer o tipo certo de exercício. Levantamento de peso: melhora a saúde hormonal e aumenta a massa muscular, que ajuda a perder peso a longo prazo.
HIIT: Treino Intervalado de Alta Intensidade, é uma excelente forma de cárdio, ajuda a perder gordura, melhora o metabolismo e aumenta os níveis de hormônio do crescimento humano.
Caminhadas: ser ativo e fazer algum trabalho de baixa intensidade como caminhar é uma ótima ideia.

Dietas

As dietas em si não costumam ser permanentes, a menos que envolvam mudanças verdadeiras na alimentação e no estilo de vida, pode acontecer, é você parar a dieta e ganhar todo o peso perdido novamente.
Por isso, eu sempre indico a reeducação alimentar para os meus pacientes e seguidores, ao invés da dieta. A alimentação de verdade deve se tornar um hábito, pautada em alimentos nutritivos e não em contar calorias.
Cortar os carboidratos, principalmente os refinados, da sua alimentação é saudável e pode te ajudar a emagrecer.
Mas se você já está em uma dieta low carb e mesmo assim sente dificuldade de perder os quilinhos indesejados, você pode estar sabotando o seu emagrecimento.

Veja também:5 erros frequentes ao iniciar uma dieta low carb e como iniciar da maneira certa

Compulsão Alimentar

Algumas pessoas sofrem com a compulsão alimentar, se você comete “pequenas fraudes” durante as refeições, como dar uma “escorregada” nas comidas porcarias e processadas, isso pode arruinar o seu progresso.
Caso você não consiga se controlar perto de alimentos não saudáveis, procure ajuda especializada.

Dormir Pouco

Uma das razões que dificultam o emagrecimento envolve dormir pouco, sono é incrivelmente importante para a saúde. Estudos mostram que a falta de sono correlaciona-se com ganho de peso e obesidade.
A falta de sono aumenta a fome, fazendo com que você coma mais, mesmo que esses alimentos sejm Low Carb.
Dormir pouco também aumenta o cansaço físico e mental, e pode desmotivar a prática de exercícios e a alimentação saudável.
O sono é um dos pilares da saúde. Se você está fazendo tudo certo, mas não dorme corretamente; então os resultados do seu emagrecimento não serão tão bons como o esperado.

Dieta para emagrecer, quais são os alimentos com teor calórico negativo e por que são importantes


Comida calórica negativa: Comer alimentos com baixo teor calórico torna mais fácil perder peso. Aqui estão 5 desses alimentos para incluir em sua dieta.

Você é dessas pessoas que está lutando para perder peso e nada? Bom então esse post é para você.

Além de comer direito e fazer exercícios, você pode optar por alimentos com calorias negativas. Estes são alimentos que podem ser comidos livres de culpa, pois eles são baixos em calorias, digerir esses alimentos queima mais calorias do que eles contêm. Mas tenha em mente que restringir sua dieta a esses alimentos não é saudável, você precisa se exercitar e comer outros alimentos para se manter saudável.

Aqui estão 5 alimentos calóricos negativos para incluir na sua dieta:

* Maçã: As maçãs contêm muita fibra, mas são baixas em calorias. Certifique-se de manter a casca enquanto come a fruta. Contém apenas 50 calorias por 100 gramas. Ele também contém pectina, que ajuda a perda de peso e aumenta a digestão.

* Brócolis: Também é uma boa fonte de fibra e é considerado um superalimento, pois contém fibras e antioxidantes.

* Melancia: Esta fruta contém licopeno que é bom para o coração e nutrientes que aumentam o fluxo sanguíneo e melhoram a imunidade.

* Batata: Se comido sem fritar, as batatas são uma ótima opção de calorias negativas. Contém apenas 58 calorias e é uma boa fonte de potássio e vitaminas B6 e C.

* Espinafre: É rico em vitaminas K e A, bem como outras vitaminas e minerais.

Espero que tenham gostado dessas lista dos 5 alimentos calóricos negativos. Comente qual estilo de dieta você prefere. Pois temos mais posts e assim podemos te ajudar.

Cocada com pasta de amendoim FIT

Ingredientes:

  • Patas de Amendoim (2/3 xícara)
  • Óleo de coco (2 colheres de sopa)
  • Coco ralado (1 xícara)
  • Essência de Baunilha (1 colher de chá)

Modo de Preparo

  • Misture bem no recipiente a pasta de Amendoim e o óleo de coco
  • Adicione o coco ralado e a essência de baunilha
  • Misture bem todos os ingredientes
  • Coloque na forma, uma colher da sua cocada
  • Leve a geladeira por 1 hora
  • E SEJA FELIZ COMENDO

Relacionado

Se gostou dessa receita, deixe um comentário abaixo sobre o resultado.